A Carne - O Velho Homem - A Velha Natureza

Todos os Cristãos verdadeiros, os nascidos de novo, sabem que travamos uma guerra sem tréguas. Esta guerra é levada avante pelas hostes espirituais do mal, as quais odeiam a Deus e não podendo atingi-lo se lançam em ódio cruel e incessante contra os filhos de Deus, os quais somos nós, os Cristãos.

Satanás e seus demônios não poupam esforços, estratégias e táticas a fim de desequilibrar, confundir, enganar e destruir as vidas dos Cristãos. Porém, maior do que as forças do mal e incomparavelmente mais poderoso é o Senhor que nos guarda para si, para a redenção preparada para o último dia, o dia da vinda de Cristo. As armas espirituais à nossa disposição são invencíveis neste guerra, pois é o próprio Jesus Cristo o Grande General que vai à nossa frente e que nos orienta, dirige e guia. Em todos os momentos.

 

"E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." 

 

Mateus 28:20

 

"Porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei" 

 

Hebreus 13:5

 

Com o passar dos anos, com o amadurecimento espiritual vamos, dia após dia, ganhando experiência nesta luta e tornando-nos mais sábios graças à atuação de Deus em nossas vidas. Também vamos conhecendo as artimanhas de Satanás e aprendendo, com Cristo, a resistir e a lutar contra elas. De modo nenhum podemos ser negligentes para com o perigo letal que Satanás representa. Sua astúcia e sua sabedoria corrompida remontam a milhares de anos e o inimigo conhece e sabe bem explorar as nossas fraquezas e defeitos. Por esta razão se não lutarmos em conformidade com o que nos ensinam as Escrituras estaremos em grande perigo. Graças a Deus, pois por tudo o que temos em Cristo somos mais que vitoriosos. Deus é fiel em guardar-nos e em proteger-nos. Ele está ao nosso lado nesta guerra. Sempre!

Mas, há um outro inimigo, sutil, sagaz e persistente, o qual não nos dará descanso, e temos de reconhecê-lo e lutar firmemente contra ele: O velho homem, a velha criatura, a carne.

Homossexualismo, Fetichismo, Taras, etc...As Paixões da Carne

Conheçemos diversos exemplos da atuação implacável da carne sobre a mente e sobre a alma de Cristãos autênticos. Convém lembrar o que escreveu o Apóstolo Pedro:

"Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma;" 

1Pedro 2:11

Em outra tradução assim está escrito: "que fazem guerra contra a alma". Pois é exatamente assim que se comporta a carne, o velho homem herdeiro das deformidades de Adão.

Um dos exemplos que conhecemos foi o de um Cristão sincero e dedicado ao Senhor. Esse homem havia sido tirado da mais profunda podridão deste mundo. Havia sido arrancado por Cristo da escravidão de vícios e taras sexuais que lhe aprisionavam. Estava em liberdade. Já não mais estava constrangido a agir de conformidade com as cobiças, com os desejos, com as paixões e concupiscências características da natureza adâmica, a qual está presente em todos os homens e em todas as mulheres de toda a humanidade, pois está escrito:

"E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação" 

Atos 17:26

Este irmão era freqüentador assíduo da Igreja, participava juntamente com os outros irmãos dos cultos de louvor e de adoração a Deus, enfim, tinha a vida aos pés de Cristo. Sucedeu, porém, que em seu emprego, no local onde trabalhava, se viu diante da oportunidade de dar vazão ao que lhe solicitava a carne. E cedeu. Como resultado trágico passou a repetir com freqüência atos que dantes praticava. Desta vez por descuido, por fraqueza, por falta de uma correta atuação na guerra espiritual. Já não mais como um escravo do pecado, mas como um atingido e ferido em guerra. E sofria terrivelmente com o que estava acontecendo. Estava sendo advertido por Deus e recebia o apoio dos irmãos que dele se compadeciam e lamentavam vê-lo em tal estado de humilhação. Deus terminou por dar uma solução àquela situação, mas não sem muitas dores e perdas pelas quais teve de passar nosso irmão em questão.

Um outro exemplo, bem elucidativo, foi de um outro Cristão, o qual vivia no homossexualismo antes de conhecer a Cristo. Diga-se, a homossexualidade é um transtorno de comportamento sexual com poderosos componentes de compulsão, compulsão esta violentamente escravizante. E tal escravidão não deixa de contar com a atuação da pata do Diabo. Mas poderoso é o Salvador, o qual veio ao mundo para libertar os cativos e para pôr em liberdade os escravizados ao pecado e ao mal:

"O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos" 

Isaías 61:1

"Assim diz o SENHOR: No tempo aceitável te ouvi e no dia da salvação te ajudei, e te guardarei, e te darei por aliança do povo, para restaurares a terra, e dar-lhes em herança as herdades assoladas; Para dizeres aos presos: Saí; e aos que estão em trevas: Aparecei. Eles pastarão nos caminhos, e em todos os lugares altos haverá o seu pasto." 

Isaías 49:8,9

O tal homem também estava livre, e para sempre. Não mais havia cadeias diabólicas que o cingiam. Cristo o libertou. Porém, em sua memória havia lembranças de fatos passados os quais lhe foram marcantes e que lhe haviam condicionado a mente a um comportamento homossexual compulsivo. Entenda-se bem que aqui "mente" significa a porção não regenerável do homem, o ambiente mental da carne, o horrendo universo humano onde habitam as concupiscências e as cobiças da natureza adâmica. E importante, esse ambiente mental carnal é propício à atuação de Satanás e é rebelde contra Deus. E disto nos fala a Escritura:

"Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer." 

Gálatas 5:17

Uma luta terrível se iniciou na vida daquele Cristão, o qual durante anos havia se mantido bem longe dos pecados que antes vivia praticando. Foram muitos os seus sofrimentos e as suas perdas até que entendeu e assumiu a correta posição de um Cristão diante do mundo: A morte na cruz:

"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." 

Gálatas 2:22

"Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo." 

Gálatas 6:14

A Carne NÃO se Rende a Deus, o Único Remédio é a Morte na Cruz

Ao olharmos para dentro de nós mesmos enquanto estamos sendo tentados, nas mais diversas circunstâncias, poderemos ver uma como que voz gritando dentro de nós: "Eu quero! Eu desejo!". E por mais sinceros que possamos ser em nossa confissão de Cristãos, a realidade é que uma parte de nosso ser gosta do pecado, isto é, a carne com ele se satisfaz. Há em nossa mente uma região deformada e corruptível, herança de Adão:

"Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." 

Romanos 7:15-25

Na realidade há uma parte de nosso ser que gosta e que deseja o pecado: "Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros", escreveu Paulo. E de tão terrível esta realidade, que logo em seguida ele exclama: "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?". Em outra tradução lemos: "Miserável homem que sou! Quem me livrará deste corpo de morte?". E Paulo reconhece e agradece a Deus pela vitória que Cristo conquistou por nós:

"Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado." 

Romanos 7

A carne é insaciável e solicitante. E ignorar a realidade da atuação de nossa velha natureza é o mesmo que dar ocasião a que ela nos pegue de surpresa.

Se a alimentarmos ela se torna forte e atuante, mas se a mantivermos na cruz ela enfraquece e seu poder de ação é vencido pela atuação do Espírito de Deus que em nós habita. E é por isto que está escrito:

"Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne" 

Gálatas 5:16

"Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria;" 

Colossenses 3:5

"Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus." 

Colossenses 3:1

"Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me" 

Lucas 23:9

Com o exercício dos dons espirituais concedidos por Deus subjugamos o poder de sedução da carne. Esta tem de morrer na cruz, pois não é regenerável. Diferentemente do nosso espírito, o qual detesta o pecado e o abomina, pois é criado segundo Deus, regenerado em Cristo no novo nascimento. 

Felizmente vivemos já nos últimos dos últimos dias, quando já muito próximo está o retorno de Cristo, trazendo Ele consigo a redenção de nossa carne, a transformação deste corpo corruptível e fraco em um corpo celestial, espiritual, imortal e glorioso! Os sinais dos tempos são muito claros!

"Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.

Lucas 21:28

Até que chegue a hora, contudo, há ainda muitas lutas e batalhas pela frente. Sejamos sinceros, honestos conosco e abramo-nos de todo o nosso ser diante d'Aquele que tudo sabe a nosso respeito e que todas as soluções possui para os mais terríveis e impossíveis problemas. Afinal, nosso Deus é o Deus dos impossíveis! Glórias a Deus pelos séculos dos séculos!

 


 

 

Home