Era Jesus Cristo Filho Genético de Maria?

Atualmente em Israel existe um critério para se saber quem é, de fato, judeu. E este critério se baseia no nascimento do indivíduo. Ou seja, somente é considerado judeu aquele que nasceu de mãe israelita.

Com relação ao nascimento do Senhor Jesus Cristo, verdadeiramente não houve nenhuma participação humana em Sua geração. Nem o gameta masculino e nem o gameta feminino humanos participaram da geração divina do Messias Jesus.Outra afirmação, ainda, pode ser feita: O Senhor Jesus Cristo NÃO era filho biológico nem de Maria e nem de José. A afirmação de que o Senhor Jesus Cristo seria filho biológico de Maria pode se transformar em uma tremenda arapuca, pois “filho biológico”, tal como a ciência de hoje entende, significa, literalmente, filho com caracteres genéticos e hereditários herdados do pai ou da mãe (Genótipo), o que, absolutamente, não foi o caso do Senhor Jesus Cristo. Repito: Filho biológico, como hoje o entende a ciência, NÃO se aplica a Cristo. 

Uma vez gerado, ou seja, o feto no ventre da virgem, em nada importa se o sangue que o nutriu no ventre era o de Maria ou não. Particularmente, acredito que sim, porém trata-se ali de um processo de nutrição biológica tal como o leite materno. Posteriormente haveria de se questionar se a alimentação que ingeria o Senhor Jesus, quando criança, era de origem Israelita ou não? Se ele comeu pão, trigo, de onde proveio este trigo? De Israel ou da Síria? Pergunta inútil, visto que tanto o sangue que o nutriu no ventre, como o leite que o amamentou, como a comida que ingeriu na infância, da mesma maneira nutriam um Ente total e completamente divino: 100% Deus e 100% homem. E estes nutrientes participaram de Seu crescimento.

Primeiramente é gerado o feto, que ainda se encontra separado da parede uterina materna, posteriormente, ocorre o processo de Nidação, ou seja, o feto se implanta no útero materno a fim de receber oxigênio e nutrientes a fim de CRESCER. Tal crescimento se dá pela multiplicação celular orientada e dirigida pelo DNA DO FETO, já completamente independente de qualquer orientação genética da mãe ou do pai.

Vejamos a formação do esqueleto, por exemplo. É formado a partir do cálcio fornecido pelo sangue da mãe, porém o crescimento é auto-orientado pelos mecanismos genéticos do feto. Em nada mais interfere a mãe, geneticamente. Posteriormente, após o nascimento, esse mesmo cálcio continua a ser fornecido pela mãe, só que através do leite materno. Se o Senhor Jesus Cristo não pudesse receber nutriente algum do sangue de Maria, também não poderia receber nutriente algum enquanto era amamentado. Porém, está escrito: 


“Ora, enquanto ele dizia estas coisas, certa mulher dentre a multidão levantou a voz e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que te amamentaste.” Lucas 11:27  


E se recebeu nutrientes da mãe, intra-útero, via placenta-corrente sanguínea, quem o recebeu foi o feto independente geneticamente e JÁ GERADO.

Entendemos que o Senhor Jesus Cristo foi gerado por milagre, pelo Espírito de Deus, nutrido (e apenas isto) por sua mãe, o que em nada interferiu em sua divindade-humanidade, pois no ventre da virgem se encontrava um ser JÁ GERADO e que continuou assim, isto é, gerado por modo miraculoso-divino até a Sua morte e ressurreição, ou seja: Deus e Filho do Homem.

Quanto ao sistema de classificação ABO e Fator Rh do sangue do Senhor Jesus Cristo, o máximo que se pode obter em torno deste assunto é especulação. Pois qual o Grupo sanguíneo de José? Qual o Grupo sanguíneo de Maria? Escolheu Deus que Jesus portasse o grupo sanguíneo ABO e Fator Rh de José ou de Maria? Embora nenhum dos dois tivesse tido NENHUMA participação em Sua geração? E se Deus escolheu outro Grupo sanguíneo para Seu Filho? Tal especulação é inútil.

O que importa entender é que o Senhor Jesus Cristo era filho de pais judeus, LEGALMENTE, SEGUNDO A LEI DE MOISÉS, ambos da descendência de Abraão, para que se cumprisse a promessa: 

“Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: E às descendências, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo.” Gálatas 3:16 

 


INTELLECTUS

 

Home