Taoísmo e Confucionismo


Juntamente com o Budismo e o Confucionismo, o Taoísmo é um dos três principais sistemas religiosos da China. Parece ter sido introduzido na China por volta do século V a.C. Um de seus mais antigos propagadores era chamado de Lao-Tze (velho filósofo) cujo verdadeiro nome parece ter sido Li-Uhr. É atribuído a Lao-Tze a autoria dos escritos chamados de Tao-Te-king, que é a principal escritura do Taoísmo. Posteriormente a Lao-Tze, outro indivíduo chamado Chuang Tze propagou o Taoísmo sendo seus escritos também considerados como fonte de referência para os adeptos. Acupuntura, Herbalismo, Medicina Holística, Meditação e Artes Marciais possuem estreitas ligações com o Taoísmo.
Entre seus adeptos é dito que o Tao é a origem de todas as coisas, uma força estabilizante, eterna, que é a fonte de todas as coisas, o tesouro dos homens bons, o sustentador dos maus, etc.
É dito que o Tao não é uma pessoa, mas uma força e um princípio, e ainda que é indefinível, embora o chamem de um espírito que prevalece sobre o físico e que nunca morrerá. Uma das mais freqüentes definições do Tao é: Um poder que envolve, cerca e flui através de todas as coisas, animadas e inanimadas. Regula os processos naturais e alimenta o balanço no universo. Incorpora a harmonia dos opostos (não haveria amor se não houvesse ódio, não haveria luz se não houvesse trevas, não haveria machos se não houvesse fêmeas).
Afirmam que não há Deus que ouça orações. As respostas para os problemas da vida, segundo o Taoísmo, só podem ser encontradas através de meditação interior e observação do exterior. O objetivo de cada adepto deve se constituir em ser um com o Tao.
Um dos principais ensinamentos do Taoísmo é o do velho dualismo, a competição dos opostos Yin e Yang que seriam duas energias encontradas em todas as coisas e que devem ser mantidas em equilíbrio. O excesso de qualquer uma destas duas energias é por eles considerado danoso. O Taoísmo ensina que quando estas duas forças (Yin e Yang) estão em equilíbrio na personalidade humana, então o perfeito humano ideal existirá.
A Medicina Tradicional Chinesa considera que as doenças são causadas por um desequilíbrio na energia interna do corpo, chamada de chi. Por esta razão muitos chineses e adeptos do Taoísmo praticam o Tai Chi que, segundo afirmam, equilibra o fluxo da energia intrínseca do corpo.
Na história chinesa há muitos relatos de que somente os Imperadores chineses poderiam se comunicar com o Tao, por isso durante séculos os governantes chineses eram considerados como Imperadores-deuses. Os imperadores foram destronados pelos comunistas em 1950 e muitos adeptos do Taoísmo foram perseguidos sob a alegação de que muitos de seus adeptos se utilizavam de organizações secretas e que faziam resistência ao regime comunista. Grande parte das atividades ligadas ao Taoísmo foi quase banida do território chinês na época da instauração do regime comunista na China.
Alguns anos mais tarde houve um ressurgimento do Taoísmo que atualmente mescla componentes do Hinduísmo, espiritismo, Xamanismo, Confucionismo, politeísmo, oráculos, rituais mágicos, etc. Em muitas residências chinesas de adeptos do Taoísmo são encontrados altares dedicados aos seus antepassados mortos, desejando os chineses que após a morte possam se tornar importantes ancestrais. Muitos dos festivais chineses têm como objetivo honrar os falecidos ancestrais que os podem ajudar nesta vida, embora ofereçam também preces em favor destes ancestrais pois podem estar necessitando de ajuda, estejam lá onde estiverem.

Confucionismo

É dito que Lao-Tze foi quem ensinou Confúcio (Confucionismo) e que ambos Taoísmo e Confucionismo se completam um ao outro, sendo que Lao-Tze é considerado aquele que falava dos aspectos místicos ou invisíveis e Confúcio um realista e filósofo moral que preferia não falar das coisas invisíveis e que estabeleceu um sistema de axiomas morais e não dogmas religiosos. Segundo os ensinamentos de Confúcio, a conduta humana deve ser justa e o relacionamento do homem com Deus e com o universo aconteceria por si só. Segundo Lao-Tze o homem deve procurar harmonizar-se com o princípio universal (Tao) através de seu próprio Tao, e que a conduta humana correta viria a seguir.

Comentário: Não consigo encontrar melhor palavra para descrever o Taoísmo senão como uma espetacular confusão de idéias, pensamentos e práticas. Contudo, o Taoísmo possui um forte e persistente princípio que o orienta, ou seja: o homem deve unir-se à consciência universal, ao absoluto e ao todo. Este é o mesmo princípio que orienta o Hinduísmo. No Taoísmo, assim como no Hinduísmo prevalece o princípio da união cósmica universal. Tal qual o Hinduísmo, nega a soberania de Deus e rejeita a submissão ao Senhor Jesus Cristo.

O que diz a Bíblia:

Falando a respeito do Senhor Jesus Cristo:

"Havendo Deus, outrora, falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias nos falou pelo Filho a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas, tendo-se tornado tão superior aos anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles." Hebreus 1:1-4

 

 


 

 

Home