Foram Salvos os que Viveram antes de Cristo?

Muitos indagam sobre o que teria acontecido às pessoas que viveram antes do Senhor Jesus Cristo ter vindo em carne a fim de cumprir o Seu ministério e se oferecer em sacrifício pelos nossos pecados. Ele cumpriu o Seu ministério, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, sendo o Mediador da eterna Nova Aliança. Pela pregação do Evangelho podemos n’Ele crer e, pela fé, sermos salvos por Sua graça. Mas, e quanto aos que viveram antes de Cristo ter vindo ao mundo?

Não há necessidade de um longo estudo sobre este assunto, basta que, com atenção, leiamos os versículos bíblicos abaixo listados e os breves comentários que os seguem:

“Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água” 1 Pedro 3:18-20

E ainda:

“Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé? Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão.” Gálatas 3:5-9

Estes trechos bíblicos mostram a salvação pela fé em Deus:

“Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça”

Sendo a fé um dom sobrenatural divino, esta somente pôde, no passado, ser concedida a alguém, assim como hoje, só pode ser concedida mediante a operação e intervenção do Espírito de Jesus Cristo, o qual ministrou a fé verdadeira aos que vislumbravam o testemunho de Noé e aos que deram crédito às palavras de Abraão e de Moisés.

Chegando a plenitude dos tempos, o Verbo se fez carne e habitou entre nós, recebendo nós, os que hoje respiramos, a oportunidade de crer mediante o testemunho do Filho de Deus após ter sido crucificado e ressuscitado. Sendo, na verdade, o Seu ministério o mesmo, pois d’Ele está escrito:

“Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.” Apocalipse 1:8

“Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo,” Filipenses 1:19

Fica assim demonstrado pelas Escrituras que a salvação tem sido concedida a todos os que crêem no Deus de Abraão, Isaque e Jacó, o Pai do Senhor Jesus Cristo, o qual pelo Seu Espírito ministra a fé nos corações de quem n’Ele crê.

O fruto desta fé é a salvação, e a salvação somente pode existir pois o Justo morreu pelos injustos, o preço já foi pago pelo Cordeiro providenciado pelo próprio Pai, a fim de que por Ele sejam salvos todos os que creram, que crêem e que haverão de crer em Seu Nome:

“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” João 1:29

Vemos, pois, que na História da humanidade, a fim de conceder a salvação aos homens, opera o ministério do Pai, do Filho e do Espírito Santo concedendo aos homens que n’Ele creiam a fim de que sejam salvos:

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” Mateus 28:19


 


 

 

Home