Uma Breve Nota Sobre Preconceito

Seja Bem-vindo!

Neste site fazemos muitas asseverações e afirmações sobre diversos assuntos. Nossas afirmações são todas fundamentadas nas Escrituras Sagradas, a Bíblia. Não discriminamos pessoas e não praticamos qualquer forma de racismo ou de intolerância religiosa. Se alguém de alguma destas coisas nos acusa, o tal é mentiroso. Nossa luta não é contra homens, mas contra anjos caídos e rebelados, a saber, Satanás e os demônios. Entendemos por mentira tudo aquilo o que esteja em desarmonia e em desacordo com as Escrituras de Deus, a Bíblia.

Proclamamos a Verdade, e a Verdade fala por Si:

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” João 14:6

Não infreqüentemente nós, cristãos, somos acusados de sermos “preconceituosos”. Pois bem, vamos a uma breve análise dessa situação: Em qualquer dicionário da língua portuguesa, de razoável credibilidade, encontraremos a seguinte definição para a palavra “preconceito”: “conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério”. No que tange às falsas religiões, não estamos realizando conceitos (ou preconceitos), mas fundamentamos nossas afirmações na Bíblia. Para citar um exemplo, o caso do Islamismo é bem claro:

Diz o Alcorão:

"Ó fiéis, não tomeis por amigos os judeus nem os cristãos; que sejam amigos entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por amigos, certamente será um deles; e Deus não encaminha os iníquos." (Alcorão, Surata 5,51)

“Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi apenas um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.” (Alcorão, Surata 4,171)

Vemos, pois, que:

O ALCORÃO NEGA A DIVINDADE DE JESUS CRISTO, NEGA A TRINDADE DE DEUS E NEGA O SENHOR JESUS CRISTO.


O que diz a Bíblia: Jesus declara Sua divindade:

“Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, EU SOU.” João 8:58

Deus expressa Sua Trindade:

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;” Gênesis 1:26

Jesus diz ser Ele o Único caminho para Deus:

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” João 14:6

Diz o Alcorão:

"Os judeus dizem: Ezra é filho de Deus; os cristãos dizem: O Messias é filho de Deus. Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Deus os combata! Como se desviam!" (Alcorão, Surata 9,30)

A Bíblia mostra quem é anti-Cristo:

“Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho.” 1 João 2:22

Conclusão: O Alcorão, SEGUNDO A BÍBLIA, é um livro ANTICRISTO!

Não se trata de preconceito (pré-conceito), mas de conceito (entendimento) claro e objetivo, completa e totalmente fundamentado nas Escrituras Sagradas, a Bíblia.
 


INTELLECTUS

 

Home