Desprezando o Medo pela Fé

“E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.” Apocalipse 12:9-11

Já não resta muito tempo até que se finde a histórica e terrível guerra entre o bem e o mal. Somente pela incredulidade e por uma total displicência individual alguém pode deixar de atentar para a cruenta realidade desta guerra, na qual todos, sem uma única exceção sequer, estamos envolvidos.

Iniciada pela rebelião de Lúcifer, à qual aderiram outros tantos anjos, esta guerra tem influenciado toda a história da humanidade, desde os dias de Adão até hoje. Porém, perto está do seu fim.

Vivemos dias de tremendas dificuldades em todas as áreas da existência. Dias de horrores sem precedentes onde a maldade e a perversidade alcançam níveis antes inimagináveis. Pelo mundo afora se prolifera o crime organizado, as fraudes, as traições, as blasfêmias, e toda sorte de injustiças. Tal qual anunciou o Senhor Jesus Cristo, quando, se referindo a estes últimos dias, disse:

“E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.” Mateus 24:12

As Escrituras se referem a estes nossos dias como tempos difíceis

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.” 2 Timóteo 3:1-5

Basta olharmos ao nosso redor para vermos quão precisas são as Escrituras ao definir o comportamento da humanidade destes nossos dias. Uma geração envenenada pela arrogância e contaminada pela loucura das jactâncias sem motivo.

Ao percorrermos diversos sites pela Internet, ao lermos o que tem sido divulgado pela mídia, e ao lidarmos com pessoas no dia a dia, percebemos quão egoístas e irreverentes têm se tornado os homens. Não há notícia de qualquer época, em toda a História, onde o atrevimento diante de Deus tenha assumido proporções tão graves quanto as que hoje podemos ver. A proliferação do Ateísmo, das falsas religiões que negam o Senhor Jesus Cristo, da egolatria e do Hedonismo têm marcado profunda e negativamente o comportamento dos homens. E isto por toda a terra.

Não é sem motivo que se proliferam os distúrbios mentais e as disfunções orgânicas de toda ordem, em um ambiente hostil e perverso onde impera a injustiça. E dentre as inúmeras nefastas conseqüências do comportamento arrogante e cruel dos homens estão as inseguranças, as incertezas, os temores e os medos. Medo que tem paralisado a muitos e tornado infrutíferas as vidas de muitos cristãos. É crescente a hostilidade do mundo para com os cristãos, e à medida que o fim vai se aproximando, são muitos os que rejeitam ouvir as advertências de Deus sobre o inevitável juízo por vir. E pela maldade dos corações dos homens a rejeição ao Senhor Jesus Cristo tem se multiplicado. E chegará o momento em que se cumprirão, na sua plenitude, estas palavras do Senhor Jesus:

“Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.” Mateus 24:9

Mas Deus permanece no seu trono! Nada, absolutamente, escapa ao controle d’Aquele que afirma:

“Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.” Provérbios 15:3

E ainda:

“Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra.” Mateus 28:18

Não há nada e nem ninguém, quer seja sobre a terra, nos céus ou debaixo da terra, que possa se opor e prosperar em seus intentos contra o Senhor. Como também está escrito:

“Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Isaías 43:13

Embora remando contra a maré bravia deste mundo tenebroso, sofrendo rejeição por parte de uma geração que nega a soberania de Deus, tendo de enfrentar hostes de demônios enfurecidos e desesperados, pois sabem que pouco tempo lhes resta até que sejam lançados, para sempre, no lago de fogo e enxofre, suportar pressões de toda sorte e mesmo perseguições e grandes perdas, devemos ouvir, atentamente, as palavras encorajadoras de Deus, sabendo que não falha o Senhor em nenhuma de suas promessas:

“Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança.” Provérbios 23:18

O medo é um grande empecilho ao progresso espiritual. Não devemos dar ouvidos a este mundo que confia em riquezas e em poderes desta vida, pois em morrendo o homem, o que poderá levar consigo? Onde estão os poderosos Césares da antiga Roma? Onde estão os Faraós-deuses que faziam estremecer o Egito? Onde estão os ditadores da história? Jazem todos em seus sepulcros onde já não mais vêem a luz. Já ninguém ouve as suas vozes, já não há quem trema diante de suas ameaças, pois estão todos mortos.

Os dias, de fato, são difíceis, e o medo das perdas é uma realidade. Porém, se estivermos com os nossos corações voltados para Deus, pondo nele, tão somente, toda a nossa confiança, então teremos refrigério e seremos vitoriosos, tomando posse da verdadeira vida, como está escrito:

“Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á.” Marcos 8:35

Satanás fará o que estiver ao seu alcance a fim de procurar nos aterrorizar e nos paralisar pelo medo. Porém, temos a confiança na vitória, já alcançada, pelo Senhor Jesus Cristo, o qual derramou o seu sangue justo por nossa causa, a fim de nos conceder a vitória eterna. Basta perseverarmos em nossa confissão do Filho de Deus, bradando aos quatro ventos que Jesus Cristo é o Senhor e dando ouvidos ao Evangelho de Cristo. Não temendo as perseguições ou as perdas que possamos vir a ter de sofrer, pois foi pelo Espírito de Deus que o Apóstolo Paulo escreveu:

“Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” Romanos 8:18

Satanás já foi vencido e sua derrota é eterna! Cabe a nós tomarmos posse, pela fé, de todas as grandes e imarcescíveis promessas que Deus tem para nós em Jesus Cristo. Se somos cristãos, somos vencedores, e esta vitória nos é dada pelo Senhor Jesus Cristo, pelo seu sangue derramado no Gólgota, para nos comprar para Deus e nos fazer reinar com Ele pelos séculos dos séculos!

“E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.” Apocalipse 12:11
 

 


 

 

Home