Aquecimento Global? Acredite...se quiser!

 

 

 

 aquecimento global, nova ordem mundial, sociedade neo-escravagista, consciência ecológica, cidadania planetária, declínio da biodiversidade, ambientalismo, ecológica, globalista, ambientalista, Mao-Tse-Tung, Josef Stalin, Fidel Castro, Brasil, besta, manipulação das massas, O Conto da Carochinha do Aquecimento Global,dióxido de carbono, efeito estufa, big bang, Svante Arrhenius, Anaxágoras, Eras Glaciais, era glacial, aquecimento global

 

"Foi somente há 30 anos que muitos dos alarmistas do aquecimento global de hoje nos diziam que o mundo estava no meio de uma catástrofe de congelamento global." (Walter E. Williams, Ph.D - Nuremberg for global warming skeptics?)

 

 

Quando, já há algum tempo, escrevemos o artigo A Nova Ordem Mundial e sua Sociedade Neo-Escravagista, assim iniciamos o texto:

 

Todas as vezes que você ouvir termos ou expressões tais como “consciência ecológica”, “cidadania planetária”, “declínio da biodiversidade” e outras expressões similares, saiba que sobre você está sendo lançado o doutrinamento da Nova Ordem Mundial (a estrutura política, econômica e social internacional que trará ao poder a Besta citada em Apocalipse 13). E, pela inquietante velocidade dos acontecimentos atuais, podemos afirmar que o seu surgimento é uma questão de muito pouco tempo restante à nossa frente. Lembrando que esse governo mundial que já vai se estabelecendo, passo a passo, bem diante dos nossos olhos, de uma noite pro dia se tornará monstruosamente hostil contra todos os cristãos da terra, o que também está anunciado no Livro do Apocalipse e em Daniel:

 

“Proferirá palavras contra o Altíssimo, magoará os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, dois tempos e metade de um tempo.” Daniel 7:25 

 

De fato, a sequência destes eventos segue a passos largos. E gostaríamos de acrescentar às expressões acima a que hoje mais se encontra em voga: “Ambientalismo”. No contexto da presente situação política, econômica e social em que se encontra o mundo, trata-se de apenas mais uma expressão para mascarar o real intento por detrás dessa balela ecológica, globalista e ambientalista. Vejamos o interessante texto a seguir:

 

“A verdadeira agenda dos ambientalistas extremistas tem pouco ou nada que ver com mudança climática. Sua agenda real é encontrar meios de controlar nossas vidas. O tipo de controle repressivo do homem, sem contar genocídios sancionados pelo governo, vistos sob o comunismo perdeu qualquer medida de respeitabilidade intelectual. Assim, as pessoas que querem esse tipo de controle devem aparecer com um novo nome, e esse novo nome é ambientalismo.” (Walter E. Williams, Ph.D - Nuremberg for global warming skeptics?)

 

Estamos a caminho de um sistema de governo trans-nacional de caráter totalitário e ditatorial. Todavia, diferentemente das incisivas declarações tirânicas de homens carniceiros como Mao-Tse-Tung, Josef Stalin ou Fidel Castro, hoje o discurso opressor vem camuflado em uma nova linguagem, chamada de “politicamente correto”. É apenas um disfarce, uma máscara, uma maquiagem a fim de conduzir o mundo ao mais tirano regime de dominação que a história jamais registrou: o Governo da Besta. Vejam o que dizem as Escrituras:

 

“Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.” Apocalipse 13:11-18

 

O real objetivo por trás destas campanhas internacionais alarmistas de cunho supostamente ecológico (ou ambientalista) não é outro senão o de criar um conjunto de dogmas internacionais a serem seguidos (obedecidos) para que, daqui a algum tempo, esteja pronta a doutrinação final do mundo, o qual já está sendo lançado em um processo de “aprendizado” para que receba de braços abertos a Besta, o filho da perdição, o iníquo.

 

“Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.” 2 Tessalonicenses 2:7-12.

 

E para quem não sabe, “aquele que agora o detém” é o Corpo de Cristo, a Igreja, a qual será implacavelmente perseguida antes do surgimento da Besta, a qual perseguirá, também ela própria, os filhos de Deus até que dos céus se manifeste o Senhor Jesus Cristo em sua vinda para o dia do juízo de Deus.

 

“A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela? Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça.” Apocalipse 13:2-9

 

O ponto chave destes novos dogmas politicamente corretos é a criação de um consenso mundial de opinião pública (ditado pelos arquitetos da Nova Ordem Mundial) para que haja grande manipulação das massas e para que os que dele discordem sejam implacavelmente perseguidos. E esses novos dogmas incluirão a aceitação de uma nova Religião Mundial Ecumênica. Não tardará até que se cumpram as palavras do Mestre:

 

“Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.” Mateus 24:9 

 

O Conto da Carochinha do Aquecimento Global

 

“Não há nenhum dado experimental que possa suportar a hipótese que assevera que o acréscimo de dióxido de carbono e de outros gases (ditos causadores do efeito estufa) estejam causando, ou que possam vir a causar mudanças catastróficas nas temperaturas globais ou no clima. Pelo contrário, nos 20 anos passados com os mais elevados índices de dióxido de carbono, as temperaturas atmosféricas decaíram.” (2007 - Oregon Institute of Science and Medicine Environmental Effects of Increased Atmospheric Carbon Dioxide)

O número de excelentes artigos já publicados na internet sobre o falacioso aquecimento global é enorme, a tal ponto de muitos cientistas já considerarem a teoria do aquecimento global como sendo uma hipótese invalidada.

Apenas para citar outro exemplo, vejamos o que diz o Dr Frederick Seitz, ex-presidente da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos:

“Os Estados Unidos estão muito próximos de adotar um acordo internacional que racionaria o uso de energia e de tecnologia dependentes do carvão, do óleo, do gás natural e de outros compostos orgânicos. Esta ameaça é, a nosso ver, baseada em idéias falhas. Dados de pesquisas sobre as mudanças do clima não mostram que o uso humano de hidrocarbonetos seja prejudicial. Pelo contrário, há boa evidência que mostra que o acréscimo de dióxido de carbono é útil para o meio ambiente. O acordo internacional proposto teria efeitos muito negativos sobre a tecnologia de nações do mundo, especialmente aquelas que estão se esforçando para se levantar da pobreza e prover oportunidades para os mais de 4 bilhões de pessoas que vivem em países subdesenvolvidos no aspecto tecnológico.” (Letter from Frederick Seitz - Research Review of Global Warming Evidence).

A Origem do Big Bang e o Aquecimento Global

Emmanuel Swedenborg, em 1734, admitiu que lhe havia sido dito em uma sessão espírita que gás no espaço exterior se revirou e se auto-transformou no que é hoje o sol e as estrelas. Propagou esta teoria entre outros, tornando-se assim a fonte primária para a Teoria da Hipótese Nebular. 

George Gamou, em 1949, publicou a Teoria do Big Bang, segundo a qual o nada se juntou e explodiu dando origem a hidrogênio, o qual então se transformou no que são as estrelas, os planetas, etc...Desenhava quadrinhos com termos intrigantes (como o ylem) fascinando os cientistas evolucionistas. George Gamov decidiu passar a receber por seus quadrinhos de estórias de ficção científica e passou a escrever para o público em geral. Vários anos depois, ele apresentou a astrônomos uma seqüela do Big Bang. Era o ciclo de oitenta bilhões de anos, chamado A Teoria do Universo Oscilante, onde uma expansão exterior do universo era seguida por um colapso interno transformando-se em um ponto menor do que uma polegada, e que depois explodiu para fora, de novo. 

Fred Hoyle, em 1948, publicou a Teoria do Estado Estável do Universo, a qual ensina a geração espontânea de matéria (hidrogênio) no espaço exterior. Uma década depois, ele também se tornou um escritor de ficção científica em tempo integral, escrevendo por vários anos e mais tarde repudiando sua teoria como sem nenhum valor. 

Esse mesmo Fred Hoyle foi um dos maiores propagadores de uma teoria chamada de Panspermia. Segundo esta “teoria”, a vida se encontraria espalhada por todo o universo em "sementes" as quais fariam parte das nuvens interestelares e chegariam aos planetas abrigados no núcleo de cometas. Esses "esporos" já conteriam códigos que regeriam seus desenvolvimentos futuros. E o que tem isto a ver com o suposto aquecimento global? É o que você verá a seguir.

Svante Arrhenius (1859 – 1927), o pai da teoria da Panspermia e do Aquecimento Global

Juntamente com Fred Hoyle (1915–2001) e Chandra Wickramasinghe, Svante Arrhenius foi um dos maiores proponentes da Panspermia, uma teoria desenvolvida a partir de registros do filósofo grego Anaxágoras (c. 500 AC) e já mencionada acima. Foi este mesmo sr Arrhenius o elaborador da teoria das Eras Glaciais e o primeiro a especular sobre as mudanças nos níveis de dióxido de carbono na atmosfera, mudanças estas que poderiam levar ao seu suposto Efeito Estufa ("On the Influence of Carbonic Acid in the Air Upon the Temperature of the Ground", Philosophical Magazine 1896(41): 237-76).

Em 1907, Arrhenius publicou um livro chamado Das Werden der Welten (Mundos em Formação), dirigido ao público leigo, no qual ele sugere que as emissões humanas de dióxido de carbono seriam suficientes a fim de prevenir que o mundo entrasse em uma nova Era Glacial. Curiosamente (e talvez uma grande surpresa para muitos ambientalistas iletrados que hoje propagam “os perigos” do fictício efeito estufa), o autor da teoria do Efeito Estufa, acreditava que um mundo mais quente seria uma mudança positiva, pois uma terra mais aquecida proporcionaria um grande aumento nas plantações e colheitas a fim de alimentar uma população mundial crescente. Todavia, a despeito de suas nobres preocupações com a alimentação dos povos (como se não houvesse um Deus nos céus controlando tudo), suas teorias sobre Eras Glaciais, Efeito Estufa e cálculos foram posteriormente considerados todos errados.

Citamos agora um trecho de uma matéria publicada no site Mídia Sem Máscara:

"Hoje em dia é difícil abstrair a publicidade sobre o efeito estufa e o aquecimento global por ação humana. Histórias dramáticas sobre iminentes catástrofes de clima são notícias de primeira página de jornal e recebem horas na televisão e rádio, enquanto os políticos aproveitam toda oportunidade para reafirmar suas credenciais verdes. Sir David King o principal assessor científico de Tony Blair descreveu mudança de clima como "o problema mais sério que hoje enfrentamos", enquanto o ex Vice-presidente Al Gore reivindica que "está em jogo nada menos do que a sobrevivência de civilização humana" e Evo Morales entende que as enchentes ocorridas na Bolívia no verão de 2007 foram causadas pelo aquecimento global gerado por americanos. A mídia já atribuiu o terremoto no Himalaia, o tsunami do Oceano Índico, a temporada de furacões nas Caraíbas e de tufões asiáticos, a seca do deserto de Saara à mesma causa. Curiosa é a designação jornalística do gás carbônico como poluente quando é o nutriente que sustenta, através da fotossíntese, a cadeia de alimentação de todos os seres vivos do planeta. Afirmações do gênero não são úteis aos bem informados, ainda que atendam à conveniência de alguns interesses."

"Inventou-se um consenso inexistente. Pode ser constatado por consulta aos periódicos de ciência de clima que cientistas estão longe de ter opinião unânime, mas o noticiário alarmista costuma ser prefaciado pelo refrão “Todos os cientistas afirmam...” o que equivale a afirmar que os sacerdotes falaram e que todos devem crer, pois Roma locuta, causa finita. Quem adota essa postura revela uma fé comovedora e inteiramente fora de lugar em fenômenos físicos que exigem medição e prova e não os atos de fé apropriados a assuntos religiosos. Pessoas não afeitas a ciências exatas ignoram métodos quantitativos na apuração de relações de causa e efeito. Imaginam que o conhecimento é formulado num processo político, pela contagem de votos a favor ou contra uma proposição a ser eleita como verdade científica. Está longe de ser assim pela razão apontada por Albert Einstein quando o partido nazista rejeitou a Teoria da Relatividade como “física judaica” e sua máquina de propaganda publicou um artigo com o título: “Cem cientistas alemães contra a Relatividade”. Einstein retrucou: “Por que cem? Basta um que apresente prova válida”. Unanimidade de votos contrários no Tribunal da Inquisição de Roma nada significou para Galileu e até hoje nada significa para a ciência baseada no raciocínio lógico dedutivo com comprovação em experimentação sistemática." (Alan N. Ditchfield)

Brasileiros são os mais preocupados com o clima

"Os brasileiros são as pessoas mais preocupadas do mundo com as mudanças climáticas, de acordo com uma pesquisa encomendada pela BBC. "

"Segundo o levantamento, divulgado nesta terça-feira, 87% dos brasileiros ouvidos se preocupam com o problema. Os sul-africanos vêm em segundo lugar, com 82%." (BBC Brasil).

 

Na realidade, quanto menos informada uma população for, quanto menos alfabetizada, mais alienada e manipulada, maior será o crédito dado a essas pseudo-informações baseadas em falsas e absurdas premissas (para não mencionar o disparate de suas conclusões). Lembrando, ainda, nossas tristes e lamentáveis estatísticas:

 

- 75% dos brasileiros são considerados analfabetos funcionais. Isso mesmo: 3 em cada 4 brasileiros. Destes, 8% são analfabetos absolutos, 30% lêem mais compreendem muito pouco e 37% entendem alguma coisa mas são incapazes de interpretar e relacionar informações (Fonte: Geração Online/INAF-Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional). Só para comparar: Na Suécia, esta mesma taxa é de 7%!

 

A Realidade Espiritual

 

Pior do que ser um analfabeto funcional é ser um ignorante espiritual. E embora muitos procurem ver e avaliar os atuais acontecimentos que atingem o mundo sob uma perspectiva meramente humana, a verdade é que caminhamos para dias terríveis a seguir, e se não contarmos com a misericórdia e com a graça de Deus, para nos proteger de tantas enganações e seduções da mentira, iremos de mal a pior. Mas, certamente que aqueles que amam a vinda do Senhor Jesus Cristo não estarão entre aqueles para os quais ele dirá:

 

"Não sei donde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais iniqüidades." Lucas 13:27

 

Se, todavia, dermos ouvidos Àquele que dos céus nos adverte, estando nós na habitação de Seu Espírito, certamente que ouviremos do Senhor:

 

"Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo." Mateus 25:34
 

E estas palavras serão ouvidas em muito breve! Amém!

 

 

INTELLECTUS

 

Home