O Exorcismo de Madre Teresa de Calcutá

 

 

Agness Gonxha Bojaxhiu, conhecida como Mãe Tereza de Calcutá, nasceu na antiga Albânia, em 27 de agosto de 1910. Em 6 de janeiro de 1927, sendo então freira, se estabeleceu na Índia onde iniciou um movimento de caridade o qual é hoje a organização internacional Missionários da Caridade. Foi honrada pelo mundo quando em 1979 recebeu o Prêmio Nobel da Paz. Em 1980 foi-lhe conferida a mais elevada condecoração da Índia, o Bharat Ratna e em outubro de 1985 foi calorosamente ovacionada na celebração do Quadragésimo Aniversário das Nações Unidas.

"E disse-lhes: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações, porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação". Senhor Jesus Cristo, Lucas 16:15

"Se vós fósseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia". Senhor Jesus Cristo, João 15:19

O Exorcismo em "Madre" Teresa

Aqui um trecho traduzido da matéria: 

“O exorcismo aconteceu em um hospital para onde ela havia sido levada devido a problemas cardíacos, disse o Arcebispo de Calcutá Henry D’Souza. Ele disse que notou que enquanto calma durante o dia, à noite Madre Teresa parecia “extremamente agitada”. D”souza afirmou que Madre Teresa chegava a arrancar fios e outros aparatos de aparelhos de monitorização acoplados a seu corpo. Disse ele ainda que era quando acreditava que Madre Teresa podia “estar debaixo do ataque do mal”. D’Souza sugeriu a Madre Teresa que a mesma fosse submetida a um exorcismo, e ela concordou”. Para ver a matéria, na íntegra: Clique aqui

 

Para quem conhece a devassidão da apostasia da Igreja Católica Romana, não é nada curioso que uma das mais importantes figuras do catolicismo no mundo, candidata à canonização – Madre Teresa de Calcutá (na foto com Danielle Duvalier, esposa de Jean-Claude Duvalier, o "Baby"-Doc, um dos ditadores mais sanguinários da História) – ao invés de proferir uma prece cristã, tenha entoado uma adaptação de um antigo mantra dos Upanishads (tratados monísticos das doutrinas secretas hindus de 800-600 AC), modificado pelo ambientalista e monge Jainista Satish Kumar. O mantra original diz: ‘Leve-me do irreal para o real! Leve-me da escuridão para a luz! Leve-me da morte para a imortalidade’.

Em 19 de outubro de 2003 a falecida Mãe Teresa de Calcutá foi beatificada pela Igreja Católica Apóstata Romana.

"Nós detemos sobre esta terra o lugar do Deus Todo-Poderoso"

-Papa Leão XIII-

From Cited in Double Cross by Chick Publications, p. 27
quoting THE GREAT ENCYCLICAL LETTERS OF POPE LEO XIII
p. 304, Benziger Brothers (1903)

“E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão” 

Apocalipse 13:11

Artigo Relacionado: Era Madre Teresa de Calcutá uma Cristã Verdadeira?

INTELLECTUS

Home