MESOPOTÂMIA

Neste momento quando os olhos da humanidade inteira se voltam para o Oriente Médio, sobretudo para o principal palco do atual conflito, o Iraque, é bom lembrar o seguinte:

Foi precisamente na região da Mesopotâmia (hoje geográfica e politicamente pertencente ao território Iraquiano) que Deus criou o primeiro homem, Adão, e de Adão a primeira mulher, Eva, os pais da humanidade. A região dos rios Tigre e Eufrates foi a primeira região habitada da terra. Dali, da Mesopotâmia, partiram os filhos de Adão para povoar a terra, hoje, cerca de seis mil anos após, com cerca de seis bilhões e trezentos milhões de habitantes.

Foi ali também que teve lugar a queda do homem, quando Adão desobedeceu a Deus, introduzindo o pecado no mundo.

Porém, não muito distante dali, em Belém Efrata, hoje território Israelense, que há cerca de dois mil anos atrás nasceu o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.

Foi também ali, na Mesopotâmia, que, durante o Império Babilônico, o profeta Daniel viu o fim dos tempos, quando Deus lhe revelava e mostrava o que havia de suceder. Daniel viu o Armagedom, a última e definitiva batalha que este cosmos assistirá antes que seja desintegrado por Deus e sejam abertos os novos céus e a nova terra para os que, durante a vida, amaram a Deus. E antes que seja intensificado o calor insuportável do Lago do Fogo e Enxofre, para onde irão o diabo, os demônios e todos os seres humanos inimigos de Deus.

Eis a visão que teve Daniel, na Mesopotâmia, sobre o fim:

Falando sobre a Besta que está para surgir:

“Este rei fará segundo a sua vontade, e se levantará, e se engrandecerá sobre todo deus; contra o Deus dos deuses falará coisas incríveis e será próspero, até que se cumpra a indignação; porque aquilo que está determinado será feito. Não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao desejo de mulheres, nem a qualquer deus, porque sobre tudo se engrandecerá. Mas, em lugar dos deuses, honrará o deus das fortalezas; a um deus que seus pais não conheceram, honrará com ouro, com prata, com pedras preciosas e coisas agradáveis. Com o auxílio de um deus estranho, agirá contra as poderosas fortalezas, e aos que o reconhecerem, multiplicar-lhes-á a honra, e fá-los-á reinar sobre muitos, e lhes repartirá a terra por prêmio. No tempo do fim, o rei do Sul lutará com ele, e o rei do Norte arremeterá contra ele com carros, cavaleiros e com muitos navios, e entrará nas suas terras, e as inundará, e passará. Entrará também na terra gloriosa, e muitos sucumbirão, mas do seu poder escaparão estes: Edom, e Moabe, e as primícias dos filhos de Amom. Estenderá a mão também contra as terras, e a terra do Egito não escapará. Apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata e de todas as coisas preciosas do Egito; os líbios e os etíopes o seguirão. Mas, pelos rumores do Oriente e do Norte, será perturbado e sairá com grande furor, para destruir e exterminar a muitos.” Daniel 11:36-44

Sobre a Tribulação dos Últimos Dias e sobre o Armagedom:

“Armará as suas tendas palacianas entre os mares contra o glorioso monte santo; mas chegará ao seu fim, e não haverá quem o socorra. Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro.” Daniel 11:45; 12:1

Sobre o Último Dia, o Dia do Senhor, a Volta de Cristo:

“Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.” Daniel 12:2

“Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.”

Senhor Jesus Cristo, João 5:28,29

INTELLECTUS

Home