Reiki, Johrei, Do-In, Hinduísmo e a Igreja Messiânica de Meishu-Sama

Igreja Messiânica, Meishu-Sama, Mokichi Okada, Reiki, Mikao Usui, Omoto Kyo, Chinkon Kishin, Johrei, Nogushi, Shakyamuni, Konjin,  Bodhisattva Kannon, Hinduísmo, Atman, Brahman, Do-In, Sekai Kyusei-kyo, Sekai Meshia-kyo

 

Muita coisa tem vindo à tona nestes últimos dos últimos dias. Na medida da proximidade do momento do retorno do Filho de Deus para a redenção da Sua Igreja e para o Juízo de todas as nações, mais e mais abutres sobrevoam o mundo na tentativa de encontrar carniça para satisfazer seu apetite de morte.

Ao percorrermos os jornais, as revistas, as programações da mídia televisada, os cinemas e a internet, podemos ver a explosão do ocultismo varrendo o mundo como um grande tsunami negro e mortífero. São as últimas investidas de Satanás contra a humanidade, em sua implacável rebelião contra Deus. Rebelião esta, diga-se, já bem próxima de receber o seu eterno e horrendo merecido castigo.

O que chega a ser surpreendente é o fato de podemos ver a criatividade e a originalidade do diabo nos limites de seu fim. A Serpente parece já não ter muito mais como variar a combinação dos ingredientes de sua sopa de estrumes, a qual oferece aos homens na expectativa de que esses bebam, adoeçam e morram na incredulidade, no pecado e separados de Deus. É assim que Satanás procura se vingar contra Deus, atingindo Suas criaturas, as quais o Senhor tanto ama.

Mas é, precisamente, a fim de alertar a homens e mulheres da necessidade de buscarem refúgio, proteção, orientação e salvação nos braços de Cristo, que Deus tem levantado homens e mulheres ao longo da História a fim de proclamar a Verdade.

"E, caindo todos nós por terra, ouvi uma voz que me falava em língua hebraica: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa é recalcitrares contra os aguilhões. Então, eu perguntei: Quem és tu, Senhor? Ao que o Senhor respondeu: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Mas levanta-te e firma-te sobre teus pés, porque por isto te apareci, para te constituir ministro e testemunha, tanto das coisas em que me viste como daquelas pelas quais te aparecerei ainda, livrando-te do povo e dos gentios, para os quais eu te envio, para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim." 

Atos 26:14-18

No texto abaixo mostraremos como a criatividade do diabo é limitada e que as doutrinas enganosas do Hinduísmo, do Raiki e do Johrei da Igreja Messiânica são, em essência, o mesmíssimo engodo que tem como finalidade manter os homens afastados de Deus. E isto é tudo o que o diabo quer.

O Hinduísmo e a Velha Ladainha da Fictícia União do Homem com o Cosmos (Atman é Brahman)

Os Vedas são quatro coleções de escritos produzidos entre 1500 e 500 A.C. os quais formam a principal base para as crenças do Hinduísmo. Os conceitos e as idéias ensinadas pelo New Age Movement (Movimento Nova Era) sobre Deus e sobre o mundo provém do Hinduísmo. E estes conceitos são os mesmos encontrados no Reiki de Mikao Usui e no Johrei de Meishu-Sama, dois japoneses que fizeram fortuna às custas dos velhos conceitos hindus e taoístas sobre a existência.

O princípio mestre do Hinduísmo é a crença na existência de uma "consciência universal" ou "o todo". Esse "todo", segundo o Hinduísmo,  inclui um "deus interior" que cada homem possuiria dentro de si mesmo. Sendo assim, para o Hinduísmo a aproximação do homem com a "consciência universal" tem, necessariamente, de passar pela conscientização de que há "um deus" dentro de cada ser humano, e essa "conscientização" seria um passo na direção da união do "deus interior" com "o todo". O falso pressuposto a que se apegaram esses mestres do ocultismo, como Mikao Usui e Meishu-Sama com suas práticas e filosofias, é o de que existe uma energia cósmica e vital que flui pelos corpos dos homens mantendo-os em harmonia com o universo (o Brahman do Hinduísmo). A tal energia cósmica a que se referem também fluiria, segundo eles, pelos corpos dos animais, dos insetos, das plantas e até das pedras. O suposto direcionamento dessa fantasiosa energia cósmica, ou energia vital, para a união do homem com a "consciência cósmica" é o fundamento do Reiki e do Johrei, pois julgam poder manipular essa "energia" a fim de que o "deus interior" do homem seja "um com o universo".

Eis aqui, novamente, a mesma velha receita que Satanás trouxe do Hinduísmo (sua própria criação) para o Reiki e para a Igreja Messiânica de Mokichi Okada (Meishu-Sama).

REIKI 

O Reiki seria a "energia cósmica universal" de cura e que agiria direta e harmoniosamente nos centros vitais do corpo, influenciando o poder de cura do próprio organismo em todos os níveis (físico, mental, emocional e etérico). O Reiki é, segundo os mestres ocultistas, uma energia equilibradora e harmonizadora de origem na Inteligência Cósmica (Hinduísmo) e, como tal, atuaria de forma inteligente, direcionando-se aos locais de maior carência, preenchendo "faltas" e dispersando "excessos", conforme a necessidade do cliente.
O Reiki aproximaria você do seu eu interno (o atman do Hinduísmo) e proporcionaria um "equilíbrio energético". Teria, segundo eles, o poder de combater a causa de doenças em um suposto "campo energético". Atuaria em animais, plantas e minerais em toda a "faixa vibratória": física, mental e espiritual. É o velho Hinduísmo com novo formato, o qual foi apenas reformulado por Mikao Usui, no século passado, no Japão. Terminou por se revelar, ainda mais, como mais um filhote doutrinário do Hinduísmo do que qualquer outra coisa, quando passaram a considerar o Reiki como um "caminho espiritual". Os princípios reikianos são os mesmos das terapias holísticas, do Budismo, do Shintoísmo e do Johrei de Meishu-Sama, tudo isso já contido nos velhos escritos védicos do Hinduísmo patrocinados pelo mestre do engodo, o diabo. Todas estas práticas são antibíblicas, pois negam a soberania e a primazia de Deus sobre todos os aspectos, visíveis e invisíveis, de Sua criação.

Quem foi o Fundador da Igreja Messiânica

Mokichi Okada (Meishu-Sama), o Zé Arigó do Japão

Mokichi Okada, mais tarde conhecido como Meishu-Sama,  nasceu no dia 23 de dezembro de 1882, em Tókio, no Japão. Seu pai era um negociante de objetos usados e ganhava a vida vendendo suas mercadorias em uma barraca de um mercado noturno na frente de um templo Budista. Mokichi era um jovem doente e aos 26 anos de idade contraiu Febre Tifóide e, pensando que iria morrer, nesta época escreveu seu testamento. Recuperou-se para, anos mais tarde, contrair Tuberculose, da qual também se recuperou. Era estrábico e nunca pôde concluir seu sonho de ser um pintor de quadros devido aos problemas visuais. Tornou-se, então, um laqueador em cujos objetos expressava seus atributos artísticos, tendo montado uma loja e vivia da venda de seus objetos laqueados. Esta empreitada não durou muito, pois, devido a um acidente, teve o tendão de um dos dedos da mão cortado, o que lhe impossibilitou de continuar com seu trabalho de laqueador. Passou, então, a desenhar jóias, tendo sido bem sucedido em seu novo negócio e, na mesma época, tornou-se um materialista e ateu convicto. Com o sucesso de seu novo negócio, Mokichi Okada passou a emprestar dinheiro a investidores do mercado de ações. Firmou uma sociedade com um de seus empregados o qual abriu uma conta em um banco que veio a falir, tendo o seu sócio passado a emprestar dinheiro a juros elevados, o que levou Okada e seu sócio a serem processados e a entrarem em completa bancarrota. Mais desgraças aguardavam Okada, quando após perder todo o seu dinheiro, perdeu também a esposa grávida, a qual também contraiu Febre Tifóide e veio a morrer. Foi o terceiro filho que Okada perdeu.

Em 1920, aos 38 anos de idade, Mokichi Okada se une a um movimento religioso chamado de Omoto Kyo, uma seita japonesa cuja adoração era voltada ao deus Konjin, e Okada passou a acreditar que os seres humanos eram protegidos por seres divinos e que o conhecimento de espíritos era essencial à existência.
Quatro anos mais tarde Okada foi procurado por um homem chamado Sr Noguchi, o qual afirmava ter visões de uma imagem assentada próximo de Okada, essa imagem, segundo o Sr Noguchi, seria Bodhisattva Kannon (aquele que percebe os sons do mundo), um deus adorado na Índia, na China e no Japão. Esse personagem, Kannon (ou Kanzeon²) é oriundo do Lotus Sutra, uma obra atribuída ao que chamam de Buda histórico, ou Shakyamuni (já aqui vemos as incontestáveis ligações dos aprendizados de Okada e os ensinamentos do Budismo/Hinduísmo!)
Segundo o Sr Noguchi, através de suas visões, o tal deus Kannon seguia Okada por onde quer que esse fosse. A coisa assumiu proporções mais intensas depois que uma suposta imagem de Kannon teria sido vista em uma fotografia, pairando sobre a cabeça de Okada. 
Em 1926 Okada teria recebido uma série de revelações que remontariam a fatos de 500 000 anos atrás, as quais escreveu em centenas de folhas de papel, tendo-as queimado, posteriormente, devido à perseguições do governo contra grupos religiosos japoneses. Após a segunda Guerra Mundial, Okada passou a buscar na memória as tais revelações e a agrupá-las em escritos.

Mokichi Okada se Dedica à Prática do Chinkon Kishin

"Há uma esfera de luz dentro de minha barriga" dizia Okada¹, e, segundo ele, esta esfera de luz seria um espírito elevado entre os seres divinos. Segundo o próprio Okada, esse espírito o usava como bem entendia, e sua missão (de Okada) seria ajudar a todas as criaturas vivas (aqui vemos a notável salada espírita/hinduísta/ocultista que dominava a vida do fundador da Igreja Messiânica). Veja se o amigo leitor já consegue suspeitar o que seja essa prática conhecida como Chinkon Kishin! Vejamos do que se trata:

Chinkon Kishin: Prática mística de meditação e respiração que visa a união do divino e do espírito humano! 

Alguma semelhança com o Atman é Brahman do Hinduísmo? Não apenas isto, mas, como já explicado acima, trata-se da mesmíssima fórmula de ingredientes que Satanás combinou nos Vedas do Hinduísmo!

Nada nos poderia ser mais útil a fim de demonstrar que Meishu-Sama e sua Igreja Messiânica não passam do velho e já bem conhecido Ocultismo hinduísta do diabo, do que essa reveladora citação abaixo encontrada em um site norte-americano sobre o Johrei:

Com as mãos apertadas e com os olhos fechados em meditação, assim alguém exercita a própria natureza divina a fim de atingir a união com o divino. Pela repetição dessa prática se recebe força de entidades divinas, as quais capacitam a pessoa a praticar o Chinkon e curar doenças e até realizar milagres!


Foi assim, graças ao tal de Sr Nogushi, com suas visões do deus Kanzeon seguindo Okada por todo lado, e aos ensinamentos e práticas ocultistas do Chinkon Kishin que Mokichi Okada (Meishu-Sama) preparou o fundamento de todos os ensinamentos difundidos por sua Igreja Messiânica

Convencido de que possuía a habilidade de curar até doenças incuráveis, Okada, o Zé Arigó do Japão, passou a divulgar suas supostas habilidades e a cada vez mais se dedicar à prática do seu Chinkon Kishin. Porém, bem mais rico materialmente do que o pobre Arigó brasileiro, Okada transformou sua seita em um império, afirmando que seus poderes já superavam os da religião Omoto Kyo, onde fora inicialmente treinado. Sua organização passou a ser conhecida como Okada Enterprises e Mokichi pôde até se aposentar, no ano de 1934, aos 52 anos de idade. 

O método de "cura" de Okada passou a ser chamado de Okada-Style Spiritual Finger-Pressure Therapy (Terapia de Digitopressão Espiritual ao Estilo Okada), o Johrei da Igreja Messiânica, prática essa com os mesmos princípios ocultistas da prática holística conhecida como Digitopunctura, Acupressão ou Do-In.

Em seu aniversário, 23 de dezembro, no ano de 1934, Mokichi Okada foi designado líder da Sociedade Kannon Japonesa (lembrando que Kannon, ou Kanzeon, é o tal deus hindu que seguia Okada nas visões do Sr Noguchi). Em japonês a palavra Meishu significa líder e Sama denota a qualidade de alguém ser reverenciado, daí o líder da Sociedade do deus hindu Kanzeon ter passado a se chamar Meishu-Sama e se assentar em altares.

A partir de 1940, Okada,  agora chamado de Meishu-Sama, escreveu uma obra em três volumes com o título de Medicina do Amanhã. Johrei, do japonês Joh + Rei, significa, "espírito que purifica" e Reiki, Rei + Ki, significa "energia de espírito". Mokichi Okada morreu aos 73 anos de idade.

Por que toda essa Quinquilharia Ocultista e Diabólica veio a se chamar de Igreja Messiânica?

Primeiramente é necessário lembrar que Messiânico vem de Messias, que significa Cristo ou Ungido, e que é título exclusivo do Senhor Jesus! 
Em 1931 Meishu-Sama declarou que uma Nova Era de Luz se iniciava. Meishu-Sama ensinava que o paraíso poderia ser criado aqui na terra, e de seus ensinamentos surgiu a
Sociedade Kannon Japonesa e a Okada Enterprises. Posteriormente seu nome foi mudado para Nipon Kannon Kydan (Igreja Kannon Japonesa), a qual passou a ser conhecida como Sekai Kyusei-kyo ou Sekai Meshia-kyo (Sekai = Universo; Meshia = Messias; Kyo = Grande). É evidente que de messiânico esse movimento ocultista não tem nada e nem coisa alguma! Trata-se, tão somente, de uma tática satânica a fim de iludir e de enganar as pessoas fazendo-as crer que esse movimento do discípulo de Kanzeon traria uma nova era, um novo período de felicidade e de prosperidade, idéias e conceitos indiretamente relacionados ao termo messianismo, um termo que foi deturpado e é indevidamente utilizado para designar alguém que traga uma nova era de justiça e de felicidade. Porém, sabemos que só há um Messias, o Senhor Jesus Cristo, e que o local de felicidade eterna não será aqui na terra, mas nos lugares celestiais onde está o trono de Deus.

 "Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos"

Mateus 24:5

INTELLECTUS

 

¹Biography of Mokichi Okada, The Light from the East (MOA Productions, 1986)
²Outline of the Lotus Sutra (Source: Seikyo Times 1/89)

 

Home